Um feriadão em Foz do Iguaçu – Parte 1

Ano passado, no feriadão de Corpus Christi, visitei pela primeira vez Foz do Iguaçu. A viagem foi de apenas 4 dias (já incluindo deslocamento), e no começo ainda pensei se valeria a pena, se não seria pouco tempo, já que iria de ônibus… E quer saber? Ainda bem que eu fui! Há tempo o suficiente para conhecer não apenas as Cataratas do Iguaçu, mas também outros pontos turísticos importantes.

Organizo a maioria das minhas viagens sozinha, mas essa eu fiz com agência. Fui de excursão com a Trip Tri, uma empresa gaúcha especializada em roteiros rodoviários. Valeu muito a pena pois foi ótimo para melhor aproveitamento do tempo! Sem contar que o roteiro já estava pronto, calculado, então sabíamos que seria possível realizar todos os passeios previstos.

Em quatro dias, visitei: o Templo Budista, a Hidrelétrica de Itaipu, o Marco das Três Fronteiras, as Cataratas do Iguaçu do lado brasileiro e argentino, o Parque das Aves, e ainda deu tempo para uma voltinha no Paraguai! Quer saber como? Nessa série de 4 posts, vou contar o que fiz e onde visitei em cada dia.

Dia 1: Templo Budista, Itaipu e Marco das três fronteiras

O feriado era na quinta, então saímos de Porto Alegre na quarta-feira lá pelas 19h. Chegamos em Foz do Iguaçu no fim da manhã do dia seguinte, e após almoçar, nos dirigimos ao Templo Budista.

Templo budista chen tien

Templo budista em Foz do Iguaçu
A praça central, com as estátuas de Buda enfileiradas e o templo ao fundo

O templo budista de Foz do Iguaçu tem o nome de Chen Tien e foi construído em 1966. É um dos maiores da América Latina, e tem uma impressionante praça central com 120 estátuas de Buda! Logo na entrada, há esta estátua maior, de 7 metros de altura.

Estátua de Buda no templo Chen Tien
Estátua de Buda no templo Chen Tien

É um lugar tranquilo, de entrada gratuita. Ficamos lá por volta de uma hora e, na minha opinião, foi tempo o suficiente.

Praça central do templo budista em Foz do Iguaçu
Não fiquei pequena perto das estátuas? São mais de 100!

hidrelétrica de itaipu

A usina hidrelétrica de Itaipu, também chamada de Itaipu Binacional, localiza-se na fronteira entre Brasil e Paraguai e é a maior usina do mundo em geração de energia! Apesar disso, justamente por dividir com o Paraguai, não é a maior usina brasileira. Estranho? Pois é.

Lá, fizemos o tour panorâmico, em que, além de aprendermos sobre o local e sua história, também podemos ver o vertedouro de água e a barragem.

Mirante para a Barragem de Itaipu
A impressionante barragem de Itaipu

O vertedouro descarrega a água não utilizada e tem uma vazão 40 vezes maior que a média das Cataratas do Iguaçu! Por isso, só é possível vê-lo em operação na época de cheias. Em Foz, chove mais entre outubro e março.

Vertedouro de água de Itaipu
Moldura para o vertedouro de água de Itaipu, que não estava em operação

Esse passeio dura aproximadamente 2 horas e o valor atualizado, em 2019, é de R$42,00. Existe meia-entrada para diversos grupos de pessoas, tais como estudantes, idosos, crianças, professores e doadores de sangue. Os ingressos podem ser comprados aqui.

Além disso, existem também outras opções de passeios, tais como visitar Itaipu à noite ou inclusive conhecer a usina por dentro.

MARCO DAS TRÊS FRONTEIRAS

O Marco das Três Fronteiras é o encontro das fronteiras entre Brasil, Argentina e Paraguai, representado na forma de um obelisco fixado há mais de 100 anos! O hot point para fotos é a placa indicativa dos países.

Placa da tríplice fronteira em Foz do Iguaçu
Tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai

O local é uma atração não apenas pela sua importância geográfica, mas também por ter abrigar um Complexo Turístico extremamente agradável com opções gastronômicas regionais (restaurantes e food trucks), shows culturais, lojas e uma iluminação espetacular, que também tem seu show de luzes e águas ao lado do obelisco.

Obelisco no marco das três fronteiras
O obelisco é das cores do Brasil, propositalmente

Fomos à noite, mas dizem que o pôr-do-sol é espetacular! Chegamos a tempo das apresentações de dança folclóricas. Tivemos que esperar um pouquinho, mas vale a pena! Os artistas dançam músicas típicas dos três países, trajados a rigor. As apresentações acontecem de terça a domingo, às 19h30 e 20h.

O Complexo Turístico Marco das Três Fronteiras fica aberto das 14h às 23h. O ingresso adulto custa R$24,00, mas há meia-entrada de R$13,00 para crianças de 6 a 11 anos, idosos brasileiros acima de 60 anos, estudantes e professores do estado do Paraná. Residentes de Foz do Iguaçu são isentos, bem como crianças de 0 a 5 anos.

Entrada do marco das três fronteiras
A entrada do Marco das Três Fronteiras

TO BE CONTINUED…

Com isso, demos por encerrado o primeiro dia. Já aviso que o dia 2 foi o meu preferido, mas os detalhes sobre ele vocês encontram no próximo post.

Anúncios

Um comentário em “Um feriadão em Foz do Iguaçu – Parte 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s