5 praias para conhecer em Balneário Camboriú e região

Sou apaixonada pelo litoral catarinense. Não que eu o conheça por completo, mas já passei muitas temporadas nas praias desse estado vizinho ao meu, e não canso de me encantar com a natureza e beleza de Santa Catarina.

Por isso, no último carnaval fui a Balneário Camboriú, um lugar que muito visitei quando criança, mas que já fazia quase 15 anos que não ia. E que bela escolha para um feriado! Eu lembrava da orla, do calçadão com prédios altos e da beira da praia, mas a região de BC (como carinhosamente é chamado Balneário Camboriú, para encurtar o nome) oferece muito mais do que apenas 1 opção litorânea maravilhosa. Acompanhe as dicas abaixo para saber mais!

Orla de Balneário Camboriú
Beira da praia de Balneário Camboriú

Camboriú ou balneário CAMBORIÚ?

Antes de falar das praias, vamos esclarecer um ponto importante: Camboriú e Balneário Camboriú não são o mesmo lugar. Já foram, mas em 1964 Balneário Camboriú se emancipou e tornou-se município.

Hoje em dia, BC abriga 128 mil habitantes, mas chega a 4 milhões no verão! Os setores hoteleiro e imobiliário são fortes na região, e quem vem pela BR-101 sentido sul-norte percebe rapidinho que chegou a BC: a quantidade de prédios altos que surgem a leste da estrada impressiona.

PRAIA CENTRAL DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Visualmente falando, Balneário Camboriú impressiona pela quantidade de prédios e arranha-céus construídos (e em construção) à beira-mar. A lei municipal não impõe um limite de altura para construções, fazendo com que inúmeras construtoras lançassem empreendimentos gigantescos ao longo da Avenida Atlântica (e outras partes da cidade também). Inclusive, um desses prédios é anunciado como o mais alto da América Latina, com 82 andares. Por isso, BC tem um skyline diferenciado, urbanizado.

Prédios altos na orla de Balneário Camboriú
Os muitos prédios na orla de Balneário Camboriú

Aliás, gosto dessa palavra para descrever BC: urbana. É praia, mas tem comércio, vida noturna (por sinal, já foi considerada a capital nacional da música eletrônica), lojas, shoppings e outros atrativos típicos de cidades maiores. Vou arriscar aqui e dizer que, às vezes, dependendo da rua em que estava, me lembrava muito Copacabana.

O carnaval este ano foi em março, então já um pouco fora de temporada. A beira da praia não estava lotada, mas sei que isso é bem comum nos meses de janeiro e fevereiro. Vá cedo, não apenas para conseguir um lugar bom, mas também para aproveitar algo que não costuma faltar nas praias no verão: sol.

Por causa dos altos edifícios costeiros, ali pelas 15h a sombra dos prédios já começa a ser projetada para a areia. Em não muito tempo, o sol já não alcança mais os banhistas, e há apenas sombra na areia e na beira do mar. Mas se você ainda quiser curtir a praia até o fim do dia, há outras opções de praias sensacionais na região!

PRAIA DE LARANJEIRAS

Eu tinha ido à Praia de Laranjeiras aaaanos atrás, lá por 2002 ou 2003. Lembro que fiquei encantada com a calmaria do mar, que é uma piscina de tão tranquila! Voltei esse ano, com toda aquela expectativa e… me frustrei.

Não pelo mar. Continua sendo uma piscina! Mas a praia estava tão lotada que não havia quase lugar para o guarda-sol. Chegamos perto das 11h (não muito cedo, eu sei) e conseguimos um cantinho quase dentro da água. Uma meia hora depois já tinham se formado duas novas fileiras à minha frente. Olha nas fotos!

Eu não sei se no início dos anos 2000 Laranjeiras não tão popular, ou se, por ser criança, não dei bola se a praia estava lotada. Laranjeiras é um pequeno paraíso, mas exige paciência de quem não gosta de muito tumulto. Mesmo chegando cedo para conseguir um local melhor na areia, logo em seguida haverá barracas e pessoas por toda a praia, então é bom saber disso de antemão. Há quem não se importe (e eu mesma muitas vezes não me importo), mas dessa vez estávamos procurando um pouco mais de sossego, por isso a frustração. Ainda assim, recomendo a visita (cedinho), nem que seja apenas para apreciar o visual, que é lindo.

Pode-se chegar a Laranjeiras de carro, teleférico ou barco pirata. O teleférico é atração do Parque Unipraias, onde 47 bondinhos ligam a Barra Sul de Balneário Camboriú à Praia de Laranjeiras, passando Morro da Aguada. O ingresso permite descer dos bondinhos para admirar a vista e passear no parque (que conta com atrações turísticas e de aventura). Sem paradas, o percurso dura 30 minutos. O valor do ingresso em 2019 é R$42,00 o adulto. Crianças (06 a 12 anos) e idosos (maiores de 60) pagam meia. Crianças de até 05 anos não pagam.

Minha primeira ida a Laranjeiras foi de barco pirata. Ele parte da Barra Sul e é um passeio temático, com piratas fazendo shows e “duelos”. O percurso dura em torno de uma hora até Laranjeiras, e se pode desembarcar e retornar a BC em um dos próximos barcos. Em 2019, o valor era R$45,00 o adulto. Pelo que andei lendo, o passeio não mudou muito desde que fui.

PRAIA DO ESTALEIRO

A 11 quilômetros do centro do Balneário Camboriú, a Praia do Estaleiro é ótima para quem gosta de tranquilidade. Preciso dizer que me apaixonei de primeira! É perfeita para descansar, pois não vi algazarra, nem gente amontoada, nem um milhão de ambulantes. Inclusive, há poucas crianças, e acredito que o mar agitado contribua para isso.

Mar agitado na Praia do Estaleiro, em Balneário Camboriú
O mar agitado da Praia do Estaleiro

Logo na entrada de acesso à praia há alguns restaurantes à beira-mar, com cadeiras e guarda-sóis na areia. Não cobravam aluguel para a sua utilização e nem consumação mínima. Ficamos ali, mas os preços do cardápio são um pouco salgados em comparação com a praia central de Camboriú. Quem quiser levar sua própria cadeira e guarda-sol pode se instalar na faixa de areia um pouco mais adiante, onde também há bastante banhistas (mas com bastante espaço entre um e outro!).

A areia de Estaleiro é fofa, mais grossa e fica um pouco mais alta que o mar. É gostoso caminhar pela praia e ir até as rochas que separam a Praia do Estaleiro da Praia do Estaleirinho, apreciando a vista, mas tenha cuidado ao entrar no mar! Ele é muito agitado, com ondas altas e fortes. Não recomendo deixar crianças irem sozinhas.

Beira da Praia do Estaleiro, em Balneário Camboriú
Areia fofa

Algo legal da Praia do Estaleiro é que recebeu a Bandeira Azul, isto é, um selo ambiental internacional concedido a praias que cumprem certos critérios de qualidade de água, banho, segurança e gestão ambiental. Um júri internacional avalia as praias anualmente, e no Brasil, 15 praias receberam a Bandeira Azul na temporada 2018-2019, sendo Estaleiro e Estaleirinho duas delas.

PRAIA DO ESTALEIRINHO

Fomos já no fim da tarde, após visitar a Praia do Estaleiro. A entrada impressiona por ser bonita, apresentando uma estrutura com calçamento e jardinagem, paredes coloridas e banheiro fechado.

Tem algumas opções de restaurantes, mas ficou conhecida por ser um point de baladas, inclusive à beira-mar! Estávamos de roupas de banho, sem condições de entrar em qualquer balada, mas a festa na Casa del Mar parecia ótima! Essa casa de festas tem um lounge com acesso direto à praia.

O mar de Estaleirinho também é agitado mas não tanto quanto Estaleiro (ao menos no dia em que fomos), e ficamos um bom tempo curtindo a água. Vi mais crianças em Estaleirinho que em Estaleiro.

Beira da Praia do Estaleirinho, em Balneário Camboriú
Praia do Estaleirinho, já bem vazia no fim do dia

Também tem a Bandeira Azul hasteada.

PRAIA BRAVA

Outra praia pela qual me apaixonei! Praia Brava pertence ao município de Itajaí e é uma praia com estrutura: tem uma avenida central com farmácias, restaurantes, até um espaço com food trucks. Também tem um calçadão e ciclovia! Percebe-se que é um local bem cuidado. A extensão da praia é longa, havendo, portanto, mais espaço na beira da praia. Fica ao norte do Morro do Careca e é uma delícia de passar o dia. Da próxima vez que voltar à região, quero me hospedar em Praia Brava.

Orla da Praia Brava, em Itajaí
Praia Brava, com o Morro do Careca ao fundo

O canto sul da praia, encostadinho no Morro do Careca, se chama Praia dos Amores e pertence a Balneário Camboriú. Entretanto, uma é continuação da outra.

Vista da Praia Brava do alto do Morro do Careca, em Balneário Camboriú
Vista da Praia Brava do alto do Morro do Careca

BÔNUS: MORRO DO CARECA

Não é praia, mas vale muito a visita! O Complexo Turístico Morro do Careca fica no extremo norte de BC (fazendo divisa com Itajaí) e tem a vista mais linda! Lá do alto, a 104 metros acima do nível do mar, pode-se admirar o skyline de Balneário Camboriú, a Praia dos Amores, a Praia do Buraco e a Praia Brava à esquerda.

Vista do alto do Morro do Careca para a orla de Balneário Camboriú
Morro do Careca, vista para Balneário Camboriú

Para quem gosta de aventura, pode-se saltar de asa delta ou parapente com instrutores credenciados. Confesso que fiquei com vontade! Acho que só não pulei de parapente porque paramos lá antes de pegarmos a estrada para voltar a Porto Alegre, então atrasaria bastante o roteiro.

E aí, gostou das dicas? Já foi nessas ou em alguma outra praia de Balneário Camboriú? Escreve nos comentários a sua opinião, depoimento ou perguntas!

Anúncios